Como identificar e tratar a Inflamação no útero

A inflamação no útero pode ocorrer tanto no colo do útero, localizado no fundo da vagina, quanto na região interna, o endométrio, resultando numa endometrite, como mostram as imagens.

A inflamação do colo do útero pode não apresentar sintomas, e por isso o seu diagnóstico muitas vezes não é feito cedo, o que pode levar ao agravamento da doença. A inflamação no útero é diagnosticada através do papanicolau ou um exame chamado colposcopia, e normalmente é tratada com remédios antibióticos e anti-inflamatórios.

Como identificar e tratar a Inflamação no útero

Sintomas da inflamação no útero

Os sintomas de inflamação no útero podem ser:

  • Corrimento amarelado, marrom ou cinza com mau cheiro;
  • Sangramento durante ou após o contato íntimo;
  • Sangramento fora do período menstrual;
  • Dor ao urinar e durante o contato íntimo;
  • Dor na parte inferior da barriga.

No entanto, esses sintomas também podem estar presentes em outras doenças do útero, como mioma e pólipos uterinos. Veja os problemas mais comuns do útero em: 7 Sinais de problemas no útero.

Causas da inflamação no útero

As causas da inflamação no útero incluem:

  • Presença de doenças sexualmente transmissíveis, como a gonorreia e a clamídia;
  • Alergia ao material dos preservativos, do diafragma ou de produtos químicos como espermicidas;
  • Falta de higiene na região íntima ou excesso de higiene, principalmente com o uso de duchas, pois isso altera o pH vaginal e favorece o crescimento de microorganismos que causam doenças;
  • Lesões provocadas pelo parto.

É importante identificar a causa da inflamação do útero para que seja feito o tratamento adequado e evitar a recorrência do problema.

Tratamento para inflamação no útero

O tratamento a ser realizado para inflamação no útero depende da causa do problema. Quando a doença é decorrente da presença de microrganismos estranhos, o tratamento é feito com a ingestão de medicamentos antibióticos ou antivirais, que devem ser tomados de acordo com a orientação do ginecologista. Nesses casos, os parceiros sexuais também precisam fazer o tratamento, para garantir que os microorganismos sejam eliminados e, assim, evitar a volta da inflamação.

No entanto, se a inflamação no útero é causada por alergia a materiais que entram em contato com a região interna da mulher, como a camisinha e o diafragma, deve-se suspender a utilização desses produtos e, se necessário, tomar medicamentos anti-inflamatórios para melhorar a dor e recuperar o útero.

Caso a inflamação no útero não seja tratada, ela pode atingir regiões mais internas, como o endométrio, as trampas e os ovários. Nesses casos, pode ser necessário que o tratamento seja feito no hospital, com medicação dada diretamente na veia para conter a inflamação mais rapidamente. Veja como é feito o tratamento quando a inflamação atinge regiões mais profundas do útero: Doença inflamatória pélvica.

Inflamação no útero e gravidez

A inflamação no útero dificulta a mulher a engravidar por impedir que o embrião se implante na parede do útero e se desenvolva. No entanto, quando ela ocorre já durante a gravidez, normalmente não interfere no desenvolvimento do feto, se tratada adequadamente, mas quando não tratada pode levar a complicações como o aborto.

A dor ao urinar e dor abdominal também podem ser sinais de inflamação nos ovários, por isso saiba como identificar esse problema aqui.

Mais sobre este assunto: