Incontinência Fecal

PUBLICIDADE

​A incontinência fecal resulta da perda da capacidade dos indivíduos conseguirem controlar a eliminação dos gases e das fezes quando querem e é mais comum em mulheres que em homens, devido a problemas ocorridos durante o trabalho de parto.

A incontinência fecal no idoso é bastante comum e atinge tanto homens como mulheres com idade acima dos 70 anos. Pode variar pela perda ligeira de gases ou a grandes perdas de fezes líquidas ou sólidas, diminuindo a qualidade de vida dos indivíduos.

A incontinência fecal infantil, também conhecida por encoprese infantil, acontece quando a criança, geralmente com mais de 4 anos, não controla a eliminação das fezes devido a problemas de prisão de ventre ou traumas psicológicos, fazendo com que perca as fezes de forma involuntária.

Tratamento da incontinência fecal

O tratamento da incontinência fecal varia de acordo com a gravidade e causa da doença. Os problemas ligeiros podem ser tratados com mudança de hábitos alimentares, como eliminação do álcool e cafeína e ingestão de alimentos ricos em fibras para aumentar o volume das fezes. Nos casos em que a alteração na dieta não resultar, o uso de medicamentos obstipantes, como a loperamida, está indicado.

Fisioterapia na incontinência fecal pode ser usada para fortalecer os músculos da região anal e ensinar técnicas de autorregulação em que o paciente reaprende a defecar e a controlar a eliminação de fezes.

Nos casos mais graves pode ser realizada uma cirurgia para reparação do músculo anal ou aplicação de um esfíncter anal artificial. Uma outra alternativa é a colostomia, um procedimento que consiste na abertura de um canal entre o intestino grosso e a parede do abdômen e que permite ao paciente defecar para um saco plástico preso na abertura feita na barriga.

Sintomas da incontinência fecal

Os sintomas da incontinência fecal começam com a perda de capacidade de segurar os gases intestinais. Com o passar do tempo, o ânus pode tornar-se mais flácido e frouxo e fezes líquidas deixam de ser retidas, bem como fezes sólidas, nos casos em que o problema se agrava bastante.

Quando há presença de um destes sintomas, o indivíduo deve consultar um proctologista para avaliar o problema e indicar o melhor tratamento.

Causas da incontinência fecal

As causas da incontinência fecal podem ser:

  • Obstipação intestinal que causa fezes duras e leva ao enfraquecimento dos músculos do ânus;
  • Diarreia severa;
  • Lesão no músculo do ânus;
  • Lesão no nervo que controla a abertura do ânus;
  • Cirurgia ginecológica, prostática ou retal;
  • Abuso crônico de laxantes;
  • Doenças neurológicas, como demência;
  • Tumores no ânus.

Os partos prolongados podem provocar lesões nos nervos que controlam os músculos anais, ficando comprometido o controle da abertura e fechamento do ânus, levando ao aparecimento de incontinência fecal na mulher.

Link útil:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE