Hemograma

publicidade

O hemograma completo é um exame de sangue que serve para avaliar os glóbulos brancos e glóbulos vermelhos do sangue. Ele pode identificar uma série de doenças e não precisa de jejum para ser realizado, mas recomenda-se não realizar atividade física 24 horas antes do exame e ficar 48 horas sem tomar nenhum tipo de bebida alcoólica, pois podem alterar o resultado.

Para que serve o hemograma

O hemograma completo serve para fazer o diagnóstico correto e o acompanhamento da evolução de doenças como anemia, infecções bacterianas ou virais, inflamações, leucemias ou plaquetopenias, por exemplo.

Como interpretar o hemograma

Para interpretar o hemograma deve-se observar seus resultados e verificar se os valores estão normais, altos ou baixo. Algumas situações que podem ser observadas num hemograma são:

Glóbulos vermelhos:

HCT - HematócritoÉ a quantidade de células do sangue.

Alto: desidratação, policitemia, choque.

Baixo: anemias, perda de sangue, doença renal, deficiência de ferro e proteína, infecção generalizada, cirrose, hiper-hidratação.

Hb - Hemoglobina Transporta o oxigênio dos pulmões para os tecidos do corpo.

Alto: queimaduras graves, policitemia, insuficiência cardíaca, talassemia, doença pulmonar obstrutiva crônica, desidratação, anemia falciforme, elevação da altitude.

Baixo: gravidez, anemia, falta de ferro, hemorragia, câncer, super-hidratação, cirurgia do intestino delgado, envenenamento por chumbo, desnutrição, doença renal ou hepática, lúpus, doença de Hodgkin, AIDS.

Glóbulos brancos -  Leucograma: Serve para avaliar a imunidade do indivíduo.

Neutrófilos

Alto: infecção causada por queimaduras, infecção bacteriana, inflamação, câncer, trauma, estresse, diabetes ou gota.

Baixo: Falta de vitamina B12, anemia falciforme, uso de esteróides, pós cirurgia ou púrpura trombocitopênica.

Eosinófilos

Alto: alergia, vermes, anemia perniciosa, colite ulcerativa ou doença de Hodgkin.

Baixo: Uso de betabloqueadores, corticóides, estresse, infecção bacteriana ou viral ou triquinose.

Basófilos

Alto: Após retirada do baço, leucemia mielógena crônica, policitemia, catapora ou doença de Hodgkin.

Baixo: Hipertireoidismo, infecções agudas, gravidez ou choque anafilático.

Linfócitos

Alto: mononucleose infecciosa, caxumba, sarampo alemão ou convalescência de infecções agudas.

Baixo: Infecção ou desnutrição.

Monócitos

Alto: leucemia monocítica, doença de armazenamento lipídico, infecção por protozoários ou colite ulcerativa crônica.

Baixo: anemia aplásica.

Plaquetas (trombócitos)

Alto: câncer, policitemia, baço aumentado, cirrose, pancreatite crônica ou anemia ferropriva.

Baixo: púrpura trombocitopênica.

Hemograma RDW

A sigla RDW presente no hemograma significa Red Cell Distribution Width, que indica a variação do tamanho das hemácias.

Veja quais se os valores estão normais, altos ou baixo em:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 18/09/2014 Última atualização da página: 01/08/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.