Hemofilia

PUBLICIDADE

A hemofilia é uma doença genética caracterizada pela dificuldade na coagulação do sangue provocada pela deficiência de produção de fatores de coagulação, que são os responsáveis por estancar sangramentos.

Os tipos de hemofilia apresentam sintomas semelhantes, no entanto, os fatores de coagulação afetados são diferentes:

  • Hemofilia A: é o tipo mais comum de hemofilia, sendo caracterizada pela deficiência no fator VIII da coagulação;
  • Hemofilia B: provoca alterações na produção do fator IX da coagulação, sendo também conhecida como doença de Christmas.

A hemofilia afeta, principalmente, indivíduos do sexo masculino, uma vez que a alteração genética está associada ao cromossomo X.

A hemofilia não tem cura, mas pode ser controlada com o uso de injeções dos fatores de coagulação em falta, evitando grandes hemorragias.

Hemofilia

Sintomas de hemofilia

Os sintomas de hemofilia estão relacionados com a dificuldade do organismo em coagular o sangue e incluem:

  • Inchaço e dor nas articulações, especialmente nos joelhos, cotovelos e tornozelos;
  • Hematomas ou áreas roxas na pele, sem causa aparente;
  • Sangramento fácil das gengivas e boca;
  • Fezes ou urina com sangue frequente;
  • Constantes sangramentos pelo nariz, que são difíceis de estancar.

Os indivíduos com sangramentos frequentes e difíceis de parar devem consultar um clínico geral para fazer um exame de sangue, de forma a despistar a existência de hemofilia.

Indivíduos com histórico familiar de hemofilia devem pedir exames de sangue logo após o nascimento de um filho, para confirmar o mais rápido possível se a doença passou para o filho, evitando hemorragias graves no futuro.

Tratamento para hemofilia

O tratamento para hemofilia, normalmente, é feito com injeções periódicas com o fator de coagulação que falta no organismo, facilitando a coagulação no período em que a concentração desse fator é suficiente.

O tratamento para hemofilia nem sempre é necessário, no entanto é sempre recomendado entre o diagnóstico da doença até os 18 anos para evitar o desenvolvimento de sinovite hemolítica crônica, uma das complicações mais comuns da doença, que provoca inflamação exagerada e muito dolorosa de uma ou mais articulações.

Normalmente, as injeções do fator de coagulação devem ser reforçadas antes de uma extração de dentes ou no pré-operatório de cirurgias, por exemplo, para evitar complicações hemorrágicas durante estes procedimentos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE