Quando engravidar após o câncer de mama

Após o tratamento para o câncer de mama é aconselhado que a mulher espere cerca de 2 anos antes de iniciar as tentativas para engravidar. No entanto, quanto mais tempo esperar, menores serão as possibilidades de retorno do câncer, sendo assim mais seguro para ela e para o bebê.

Apesar desta ser uma recomendação médica ponderada existem relatos de mulheres que engravidaram em menos tempo e não apresentaram alterações. Mas, é importante esclarecer que o tratamento para o câncer de mama altera os níveis de estrogênio, favorecendo o reaparecimento do câncer e por isso, quanto mais tempo esperar para engravidar, menor é o risco.

Porque o tratamento do câncer pode dificultar a gravidez?

O tratamento agressivo contra o câncer de mama, realizado com radioterapia e quimioterapia, podem destruir óvulos ou induzir uma menopausa precoce, podendo dificultar a gravidez e até tornar a mulher infértil. 

No entanto, existem muitos casos de mulheres que conseguiram engravidar normalmente após o tratamento do câncer de mama. Desse modo, as mulheres são sempre aconselhadas a discutir seu risco de recidiva com seu oncologista e em alguns casos, esse aconselhamento pode ajudar mulheres com questões complexas e incertezas sobre a maternidade após o tratamento.

Quando engravidar após o câncer de mama

Como melhorar as chances de engravidar?

Uma vez que não é possível prever se a mulher vai ser capaz de engravidar, é aconselhado que as jovens que desejam ter filhos, mas que tenham sido diagnosticadas com câncer de mama, retirem alguns óvulos para congelar para que no futuro possam recorrer à técnica de fertilização in vitro, se não conseguirem engravidar naturalmente em 1 ano de tentativas.

É possível amamentar após o câncer de mama?

As mulheres que fizeram tratamento para o câncer de mama, e não precisaram retirar a mama, podem amamentar sem restrições pois não existem células cancerígenas que possam ser transmitidas ou que afetem a saúde do bebê. Porém, a radioterapia, em alguns casos, pode lesionar as células que produzem o leite, dificultando a amamentação.

Mulheres que tiveram câncer de mama em apenas uma mama também podem amamentar normalmente com a mama saudável. Se for necessário continuar tomando medicamentos contra o câncer, o oncologista poderá informar se será possível amamentar ou não, porque alguns medicamentos podem passar para o leite materno, sendo contraindicado amamentar.

O bebê poderá ter câncer?

O câncer tem um envolvimento familiar e, por isso, os filhos apresentam um maior risco de desenvolverem o mesmo tipo de câncer, no entanto, esse risco não é aumentado pelo processo de amamentação.

Se descobriu o câncer enquanto está grávida, veja como é feito o tratamento.

Mais sobre este assunto: