Gordura no Fígado

publicidade

O acúmulo de gordura no fígado, tecnicamente chamado de esteatose hepática, é uma situação bastante comum que pode ser causada por:

  • Obesidade;
  • Diabetes;
  • Colesterol alto;
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Apesar de nem sempre o paciente apresentar sintomas, ele pode sentir dor no lado direito do abdômen, barriga inchada, enjoos, vômitos e mal-estar geral. Ao apresentar estes sintomas, o paciente deve consultar um hepatologista para realizar exames de sangue que avaliam várias enzimas do fígado como a TGP - Transaminase glutâmico pirúvica e a TGO - Transaminase glutâmico oxaloacética, ultrassonografia ou tomografia do fígado.

A gordura no fígado pode ser controlada quando o paciente segue corretamente o tratamento que inclui a adoção de dieta e a prática regular de exercício físico. No entanto, todos os casos de fígado gordo são graves porque quando não tratados, podem evoluir para cirrose.

Graus de gordura no fígado

A gordura no fígado pode ser classificada em graus, de acordo com a sua gravidade:

  • Grau 1 ou Esteatose hepática simples: o excesso de gordura acumula-se nas células do fígado, mas é considerada inofensivo. Geralmente, o paciente não tem sintomas e só descobre que tem gordura no fígado através de um exame de sangue de rotina;
  • Grau 2 ou Esteatose hepática não alcoólica: além do excesso de gordura, o fígado fica inflamado, podendo danificar algumas células do fígado. Geralmente, o paciente sente sintomas como dor no lado direito do abdômen e barriga inchada;
  • Grau 3 ou Fibrose hepática: a inflamação do fígado é persistente, criando cicatrizes que substituem algumas partes saudáveis do fígado. No entanto, essas partes saudáveis ainda são suficientes para o fígado funcionar normalmente;
  • Grau 4 ou Cirrose hepática: esta é a fase mais grave, pois as cicatrizes cobrem o fígado todo, que diminui de tamanho e torna-se irregular. A cirrose progride lentamente, ao longo dos anos, fazendo com que o fígado pare de funcionar. Nestes casos, pode ser necessário um transplante de fígado.

A gordura no fígado evolui quando o paciente não segue o tratamento corretamente, ou seja, não perde peso, não faz dieta nem pratica exercício físico e continua bebendo bebidas alcoólicas.

Tratamento para gordura no figado

O tratamento para gordura no fígado é feito com dieta, prática regular de exercícios físicos e evitando o consumo de álcool, de forma a reduzir a quantidade de gordura acumulada no fígado.

Para ler mais sobre a dieta para fígado gordo consulte: Dieta para gordura no fígado.

Não existem remédios específicos para tratar a gordura no fígado, mas o médico pode prescrever remédios para a diabetes ou colesterol alto, pois estas doenças pioram o fígado gordo. No entanto, alguns remédios caseiros como o chá de cardo-mariano ou o chá de alcachofra podem ser utilizados.

Saiba mais sobre o tratamento para fígado gordo e várias opções de remédios caseiros para gordura no fígado.

Sintomas de gordura no fígado

Os sinais e sintomas de gordura no fígado podem ser:

  • Dor no lado direito do abdômen;
  • Barriga inchada;
  • Perda de peso;
  • Cansaço e mal-estar geral;
  • Enjoos e vômitos;
  • Pele e olhos amarelados.

Estes sintomas são mais facilmente percebidos quando o acúmulo de gordura no fígado está no grau 2, no entanto, ao apresentar estes sintomas, o paciente deve consultar o hepatologista para fazer o diagnóstico e orientar o tratamento.

Leia mais:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade