Glândula de Bartholin

A glândula de Bartholin pode ficar obstruída dando origem ao cisto de Bartholin, que geralmente é indolor, não apresenta sintomas e pode ter cura espontânea. No entanto, o líquido que dá origem ao cisto pode ficar infectado com pus, dando origem ao que se chama Bartolinite aguda.

As glândulas de Bartholin localizam-se na parte anterior da vagina, como mostra a imagem, e têm a função de lubrificá-la, principalmente durante o contacto íntimo.

A inflamação da glândula de Bartholin ou o cisto de Bartholin raramente pode virar câncer.

Foto do cisto de Bartholin

​​

Sintomas da inflamação da glândula de Bartholin

Os sintomas da inflamação das glândulas de Bartholin, quando ainda não foram infectadas por bactérias, geralmente só incluem a formação do cisto de Bartholin, podendo a região ficar avermelhada, inchada e dolorida. Porém, normalmente o cisto de Bartholin não apresenta sintomas.

Por outro lado, os sintomas da infecção da glândula de Bartholin incluem:

  • Saída de pus;
  • Região avermelhada, quente, muito dolorida e inchada, semelhante a um furúnculo;
  • Em estágios mais avançados, é visível um nódulo próximo da abertura vaginal;
  • Sensação de bola ou caroço na vagina;
  • Dor e desconforto ao caminhar ou sentar;
  • Dor durante o contato íntimo;
  • Febre.

​​Estes sintomas só acontecem quando as glândulas de Bartholin estão infeccionadas por bactérias.

Causas da inflamação da glândula de Bartholin

A causa da inflamação da glândula de Bartholin, no caso do aparecimento do cisto, é o acúmulo do líquido lubrificante dentro da própria glândula.

As causas da Bartolinite aguda estão relacionadas com a infecção da glândula de Bartholin por bactérias:

  • Sexualmente transmissíveis, como Neisseria gonorrhoeae, causadora da gonorreia, ou ​Chlamydia trachomatis​, responsável pela clamídia através da prática de relações íntimas desprotegidas;
  • Do trato intestinal, frequentemente Escherichia coli devido a maus cuidados de higiene íntima, como descuido ou lavagem incorreta da região, de trás para a frente.

Em caso de suspeita de bartolinite, deve-se consultar um médico ginecologista para ele avaliar, e se for necessário, instituir o melhor tratamento.

Tratamento da inflamação da glândula de Bartholin

O tratamento da inflamação da glândula de Bartholin, geralmente, é feito com:

  • Remédios anti-inflamatórios, analgésicos e antibióticos, quando há infecção;​​
  • Banhos de assento com água quente;
  • Drenagem cirúrgica do cisto;
  • Marsupialização que é uma técnica cirúrgica;
  • Cirurgia de remoção ou Bartolinectomia.

O tratamento da inflamação da glândula de Bartholin deve ser realizado sob orientação do médico ginecologista.

Um excelente tratamento natural para a inflamação da glândula de Bartholin é o remédio caseiro com chá de barbatimão e aroeira que é feito com 15 g da casca destas plantas e meio litro de água, bebendo 4 xícaras por dia.

O aparecimento do cisto de Bartholin pode ser evitado através do uso de preservativo e a manutenção de hábitos de higiene da região íntima.

Inflamação da glândula de Bartholin na gravidez

A inflamação da glândula de Bartholin na gravidez, normalmente, não é preocupante, porque o aparecimento do cisto é indolor e acaba por desaparecer naturalmente e, por isso, a mulher pode ter parto normal.

Quando o cisto de Bartholin infecciona na gravidez, com o tratamento adequado, ele geralmente fica livre das bactérias, não existindo risco para a gestante ou o bebê.

Link útil:

Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.