Fisioterapia para tendão de aquiles

publicidade

A fisioterapia para casos de ruptura do tendão de aquiles deve conter recursos anti-inflamatórios de aparelhos como ultrassom, laser ou outro, estímulos para aumentar a circulação sanguínea local, o fortalecimento dos músculos da perna e, por último, a propriocepção.

Algumas formas de tratamento fisioterapêutico incluem a mobilização desde o joelho até ao pé, o uso de gelo, massoterapia terapêutica local, estiramentos dos músculos e, quando diminuir o quadro inflamatório, deve-se iniciar o fortalecimento dos músculos da panturrilha com pezinhos ou elásticos de diversas resistências e propriocepção.

O ideal é que o tratamento fisioterapêutico seja realizado diariamente, de preferência, sendo intercalado com hidroterapia, ou seja, fisioterapia na piscina, até que o fisioterapeuta dê alta ao paciente.

Parar com a fisioterapia antes do fisioterapeuta conceder a alta pode deixar a ferida mal tratada, o que poderá levar a uma nova lesão no mesmo local, após algum tempo.

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 23/07/2014 Última atualização da página: 10/07/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.