Ferritina

publicidade

A ferritina é a uma proteína, produzida pelo fígado, que armazena o ferro dentro das células do organismo. Por isto, o exame de ferritina sérica é muito utilizado para diagnosticar a falta ou o excesso de ferro.

Normalmente, em indivíduos saudáveis, o valor de referência da ferritina sérica é de 16 a 300 ng/mL em homens e de 4 a 161 ng/mL em mulheres.

Porém, na mulher, é normal existir ferritina baixa na gravidez devido ao aumento da quantidade de sangue e da passagem de ferro pela placenta para o bebê.

Ferritina baixa

A ferritina baixa está sempre relacionada com níveis de baixos de ferro e as suas causas podem ser:

  • Anemia ferropriva;
  • Hipotireoidismo;
  • Sangramento gastrointestinal;
  • Sangramento menstrual intenso;
  • Alimentação pobre em ferro e vitamina C;

Os sintomas de ferritina baixa geralmente incluem cansaço, fraqueza, palidez, falta de apetite, queda de cabelo, dores de cabeça e tonturas e o tratamento pode ser feito com a ingestão diária de ferro ou com dietas ricas em alimentos com vitamina C e ferro, como carne, feijão ou laranja.

Ferritina alta

A ferritina alta pode indicar o acúmulo excessivo de ferro, porém, em alguns casos também pode ser sintoma de inflamações ou infecções, estando associada a:

  • Anemia hemolítica e megaloblástica;
  • Doença hepática alcoólica;
  • Hemacromatose;
  • Linfoma de Hodgkin;
  • Infarto do miocárdio em homens;
  • Leucemia.

Geralmente os sintomas do excesso de ferritina são dor nas articulações, cansaço, falta de ar ou dor abdominal e o tratamento para ferritina alta depende da causa, mas normalmente também é complementado com a retirada de sangue para equilibrar os níveis de ferro e a adoção de dietas com poucos alimentos ricos em ferro ou vitamina C.

Links úteis:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 19/07/2014 Última atualização da página: 28/02/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.