Exame de fezes

publicidade

O exame de fezes é indicado para verificar presença de parasitas no organismo, sangramento gastrointestinal, problemas no fígado e deficiência na absorção de vitaminas pelo organismo. O exame de fezes pode ser solicitado pelo médico para avaliar as funções digestivas, quantidade de gordura nas fezes ou ovos de parasitas.

Como fazer o exame de fezes

O procedimento de como fazer o exame de fezes é simples e deve ser o mesmo para coleta em adultos e bebês. A coleta das fezes deve ser feita com cuidado para não haver contaminação com urina ou com a água do vaso sanitário. Uma boa dica para evitar esta contaminação é evacuar no penico ou algo semelhante. As fezes devem ser colocadas num frasco coletor limpo e seco, após feita a coleta, o frasco deve ser tampado e identificado com o nome completo e armazenado em geladeira até que seja levado para o laboratório.

Exame de fezes em bebês

O exame de fezes em bebês deverá ser feito de acordo com orientação médica do tipo de exame e as fezes devem ser retiradas da fralda imediatamente após a evacuação.

Posso guardar o exame de fezes na geladeira?

O material para o exame de fezes pode ser guardado na geladeira dependendo do exame a ser feito mas o laboratório poderá esclarecer esta dúvida. No caso do exame de fezes parasitológico e no exame de fezes para pesquisa de sangue oculto as fezes podem ser guardadas na geladeira por até 24 horas.

Exame de fezes para pesquisa de sangue oculto

O exame de fezes para pesquisa de sangue oculto serve para avaliar pequenas quantidades de sangue nas fezes que podem não serem vistas a olho nu. Este exame é indicado para o rastreio do câncer de cólon e possíveis hemorragias no sistema digestivo. 

A coleta do material para o exame de fezes de 3 dias deve ser feito após dieta livre de carnes e alimentos como: 

  • rabanete, couve-flor, brócolis;
  • beterraba, feijão, ervilha;
  • lentilha, grão-de-bico  milho, azeitona; 
  • amendoim, beterraba, espinafre e maçã.

O paciente não deve tomar remédios que irritem o estômago como anti-inflamatórios e aspirina e as fezes devem ser enviadas ao laboratório no máximo até o dia seguinte podendo ser mantido na geladeira.

Algumas dicas para realizar o exame de fezes são:

  • Ingerir no mínimo 1,5L de água;
  • Não usar laxantes ou supositórios pois poderão interferir no resultado dos exames de fezes;​
  • Aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras como mamão, aveia e couve.

É importante informar que para este exame a coleta das fezes não deve ser feita no período menstrual, nem em caso de sangramento anal devido a hemorroidas. 

Tipos de exame de fezes 

Alguns tipos de exame de fezes são: 

  • Exame de fezes parasitológico: Serve para pesquisa de parasitas e protozoários. Neste caso o paciente não poderá usar laxantes ou supositório antes de colher as fezes. E o recipiente com o material deve ser mantido na geladeira;
  • Exames de fezes Coprocultura: As fezes devem ser colocadas num recipiente adequado e enviada ao laboratório em até 24 horas, o paciente não deve fazer uso de laxante e recipiente com as fezes deverá ser mantido na geladeira;
  • Pesquisa de Sangue Oculto: As fezes devem ser enviadas ao laboratório no máximo até o dia seguinte sendo mantido na geladeira. Evitar colher as fezes em casos de sangramento anal, nasal ou sangramento da gengiva durante a escovação dos dentes;
  • Pesquisa de Rota Vírus: As fezes, de preferência quando líquidas, devem ser colhidas a qualquer hora do dia e levadas ao laboratório em no máximo 1 hora.

A quantidade de fezes mínima necessária deve ser equivalente a metade do pote coletor de fezes.

Resultado do exame de fezes

O resultado do exame de fezes depende do tipo de exame realizado e pode indicar presença de vermes, sangue nas fezes e presença de gordura, por exemplo.

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 24/10/2014 Última atualização da página: 28/09/2013
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.