Escitalopram (Lexapro)

publicidade

Bula de Escitalopram (Lexapro)

O Escitalopram, comercializado com o nome de Lexapro, é um antidepressivo de uso oral  que pode ser apresentado em gotas ou comprimidos. Este antidepressivo atua como inibidor da recaptação de serotonina, aumentando sua atividade no sistema nervoso central.

Lexapro é utilizado para tratar a depressão, fornecendo melhora dos sintomas de ansiedade e no tratamento preventivo de reaparecimento dos episódios depressivos.

Indicações do  Lexapro

Depressão mental maior; tratamento de transtorno do pânico; o transtorno de ansiedade generalizada (TAG); transtorno de ansiedade social (fobia social).

Preço do Lexapro

O frasco de 15ml de lexapro em gotas com 10 mg por Ml pode custar aproximadamente 75 reais.

Uma caixa de lexapro de 10 mg com  14 comprimidos pode custar entre 58 e 70 reais. A caixa com 14 comprimidos de 20 mg custa entre  130 3 160 reais  nas farmácias.

Efeitos colaterais do Lexapro

Enjôo, que na maioria dos casos desaparece até o final das duas primeiras semanas de uso; sinusite; diminuição do apetite, dificuldade para adormecer, sonolência, tonturas, bocejos, diarreia, constipação intestinal, sudorese aumentada, perturbações sexuais (demora na ejaculação, problemas de ereção, diminuição da libido; mulheres podem ter dificuldade em atingir o clímax), cansaço, febre.

Contra indicações do Lexapro

Gravidez risco C; amamentação; crianças; hipersensibilidade ao produto ou ao Citalopram.

Não tomar se estiver usando medicamentos conhecidos como inibidores da monoaminoxidase (IMAO). Mesmo se tiver terminado um tratamento com um IMAO, deve-se esperar o período de duas semanas antes de começar a usar o Lexapro se fez uso de selegilina, fenelzina, tranilcipromina, e o período de um dia se foi usada a moclobemida.

Modo de uso do Lexapro

Deve-se iniciar o uso de lexapro com 10 mg em dose única diária e aumentar para 20 mg ao fim de 7 dias, sempre sob indicação médica.

Precauções ao uso de Lexapro

Recomenda-se não ingerir álcool durante o tratamento com Escitalopram (Lexapro).

Durante o tratamento, o paciente não deve dirigir veículos ou operar máquinas, pois a sua habilidade e atenção podem estar prejudicadas.

Após o uso por um tempo prolongado, a retirada do medicamento deve ser gradual ao longo de uma a duas semanas, para evitar a ocorrência de sintomas desagradáveis conhecidos, como sintomas de descontinuação (tontura, sensação de dormência e fraqueza muscular, tremor, ansiedade, enjoo e palpitações). Esses sintomas não são indicativos de vício.

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 21/10/2014 Última atualização da página: 05/09/2012
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.