Endermoterapia

publicidade

A endermoterapia é um procedimento estético utilizado para reduzir a celulite e a gordura localizada, feito com o auxilio de um equipamento que faz uma massagem profunda na pele, estimulando a circulação no tecido, eliminando as toxinas do corpo, as células de gordura e os nódulos de celulite.

Geralmente, é feita endermoterapia com Endosux, que é um aparelho composto por 2 rolinhos que deslizam sobre a pele realizando uma sucção no corpo, aumentando a drenagem linfática e estimulando a produção de colágeno, substância responsável pela elasticidade da pele. No entanto, também pode ser usado o Cellutec, que é um aparelho de endermoterapia vibratória, que utiliza a vibração para promover uma sensação de relaxamento muscular.

A endermoterapia não dói, mas pode causar um ligeiro desconforto, sendo que, por isso, deve-se utilizar um fato especial que facilita o deslizamento do aparelho e evita que os pêlos sejam arrancados.

Para que o tratamento seja eficaz são recomendadas 10 sessões de 35 a 45 minutos, 3 vezes por semana.

Fotos da endermoterapia

Contraindicações da endermoterapia

A endermoterapia está contraindicada para indivíduos com lesões na pele como bolhas, inflamações ou descamação da pele, problemas circulatórios graves como flebite, por exemplo, indivíduos com câncer, obesos, com diabetes, reumatismo, hipertensão ou doenças do coração e mulheres grávidas.

Benefícios da endermoterapia

Os benefícios da endermoterapia incluem o combate à gordura localizada, aumento da circulação sanguínea nos tecidos, diminuição da celulite, eliminação das toxinas e o alívio das tensões musculares. Além disso, a endermoterapia reduz medidas e devido à estimulação da produção de colágeno,​ também pode ser utilizada para estrias.

Links úteis:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 29/07/2014 Última atualização da página: 26/06/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.