DST tem cura?

publicidade

É importante saber que nem toda DST, doença sexualmente transmissível tem cura. Alguns exemplos de DST que não tem cura são a aids e o herpes genital. Para estas existe somente controle. Contudo, a maior parte das DSTs apesar do incômodo que causam, podem ser curadas com o uso de antifúngicos, antibióticos ou pomadas como é o caso da gonorreia e a sífilis.

Quem deve determinar de que DST se trata e qual é o seu tratamento é o médico ginecologista, no caso da mulher e o urologista, no caso do homem.

A gonorreia é uma das DSTs que mais demora para manifestar-se. Seus sintomas aparecem, em média, 3 semanas após o contágio. E se o indivíduo estiver contaminado, mesmo que o sintomas ainda não tenham se manifestado, ele pode transmitir a doença para outros, e o mesmo ocorre com várias outras doenças.

A melhor forma de evitar ser contaminado com alguma DST é usar o preservativo em todos os contatos íntimos. Assim, os órgãos genitais não entram em contato direto uns com os outros e o agente causador não é transmitido.

Quem sofre com alguma DST deve saber ainda que por vezes os sintomas da doença desaparecem, mas isto não significa que a doença tenha sido curada, e é preciso levar o tratamento até o último dia recomendado pelo médico.

Ao final do tratamento os exames complementares que identificaram inicialmente a doença devem ser repetidos, para certificar a sua cura.

Links úteis:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 21/10/2014 Última atualização da página: 25/03/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.