Doença causada pelo arranhão do Gato

Doença da arranhadura do gato é uma infecção geralmente causada pela bactéria Bartonella henselae. Essa infecção ocorre quando um indivíduo é arranhado ou mordido por um gato hospedeiro dessa bactéria.

A bactéria tende a se proliferar infectando a parede dos vasos sanguíneos, deixando o local lesionado com uma bolha vermelha característica da doença e pode complicar causando uma celulite, que é um tipo de infecção na pele ou uma adenite.

Indivíduos que possuem gatos como animais de estimação, devem ter cuidado com a saúde do animal, fazendo visitas freqüentes ao veterinário, pois geralmente o gato não demonstra qualquer sinal da doença, podendo dificultar o diagnóstico.

Doença causada pelo arranhão do Gato

Sinais e sintomas 

Os sinais e sintomas que podem indicar a doença da arranhadura do gato são: 

  • Bolha vermelha em torno do local do arranhão;
  • Gânglios linfáticos inflamados, popularmente chamadas de ínguas;
  • Febre alta que pode ser de 38 a 40ºC;
  • Dor e rigidez no local lesionado;
  • Falta de apetite e emagrecimento sem causa aparente;
  • Problemas de visão como vista embaçada e ardência nos olhos;
  • Irritabilidade.

Há suspeita dessa doenças quando a pessoa fica com os gânglios linfáticos inchados, após ter sido arranhada por um gato. A doença pode ser diagnosticada através de um exame de sangue que detecta anticorpos específicos contra a bactéria Bartonella henselae. Também podem ser realizados outros exames para eliminar outras possíveis doenças.

Algumas pessoas podem apresentar todos os sintomas com excessão da arranhadura do gato, o que sugere que existe outra forma de contaminação que não seja através de mordidas ou arranhões de gatos.

Como tratar

O tratamento é feito com antibióticos como Amoxixilina, Cefitriaxona, Clindamicina, que eliminam as bactérias. Os gânglios linfáticos inchados e com líquido podem ser drenados com agulhas, para que a dor seja aliviada.

Nos casos mais graves, quando a febre pemanece e quando surge um caroço num gânglio linfático próximo do local do arranhão, pode ser necessário fazer uma cirurgia para retirar o caroço que se forma, sendo realizada também uma biópsia para que seja detectada as alterações presentes. Após a cirurgia pode ser preciso colocar um dreno para eliminar as secreções que podem continuar saindo por mais alguns dias.

A maioria das pessoas que sofrem a doença da arranhadura do gato se recuperam em poucas semanas após o início do tratamento.

É preciso um monitoramento mais rígido com pacientes portadores do vírus HIV, que podem apresentar a doença da arranhadura do gato de forma mais grave, devido a deficiência no sistema imunológico. Por isso, pode ser necessário que estas fiquem internadas para tratar a doença.

Mais sobre este assunto: