Doença Arterial Periférica

publicidade

A doença arterial periférica é uma doença caracterizada pela diminuição do fluxo sanguíneo nas artérias e lesão nos músculos e nervos, que afeta principalmente as pernas e os pés. 

A doença arterial periférica é conhecida também como doença arterial obstrutiva periférica e afeta principalmente os homens com mais de 50 anos. 

Tratamento da doença arterial periférica

O tratamento da doença arterial periférica deve incluir alteração dos hábitos de vida do indivíduo e uso de medicamentos. 

As alterações dos hábitos de vida dos indivíduos com esta doença podem ser:

  • Fazer exercício físico regular, alterando com períodos de repouso para melhorar a circulação sanguíneas nas pernas;
  • Parar de fumar;
  • Emagrecer;
  • Controlar a pressão arterial;
  • Fazer dieta saudável para reduzir os níveis de colesterol;
  • Monitorizar os níveis de açúcar, no caso dos diabéticos. 

Os pacientes com diabetes devem cuidar bem dos pés pois as feridas nesta região demoram mais tempo para cicatrizar e podem levar até mesmo à amputação do pé. 

Os medicamentos usados para tratamento da doença arterial periférica podem ser:

  • Aspirina ou clopidogrel para evitar formação de coágulos no sangue e obstrução das artérias;
  • Cilostazol que dilata as artérias afetadas para casos moderados a graves;
  • Medicamentos para o colesterol e pressão alta;
  • Analgésicos para aliviar as dores. 

Nos casos mais graves onde há impossibilidade de trabalhar ou muita dor, poderá ser necessário fazer uma angioplastia para desobstruir a artéria e restabelecer o fluxo sanguíneo. Outro alternativa poderá ser a cirurgia bypass para restabelecer a circulação arterial.   

Fisioterapia na doença arterial periférica 

A fisioterapia na doença arterial periférica poderá ser uma forma de reduzir os sintomas e ajudar na recuperação da doença. 

Os exercícios realizados na fisioterapia dependerão do estado da doença e idade do paciente, mas é aconselhada a caminhada na esteira, exercícios de step e bicicleta. Os exercícios devem ser realizados pelo menos 2 vezes na semana.

O fisioterapeuta é o responsável por traçar o melhor plano de exercícios para o indivíduo, de acordo com as suas necessidades e possibilidades.

Fatores de risco da doença arterial periférica

Os fatores de risco da doença arterial periférica podem ser:

  • Colesterol elevado;
  • Pressão arterial elevada;
  • Alimentação rica em gorduras, sal e açúcar;
  • Sedentarismo;
  • Excesso de peso;
  • Tabagismo;
  • Diabetes;
  • Doença cardíaca. 

Um grande número dos fatores de risco da doença podem ser combatido com alteração dos hábitos de vida do indivíduo como prática de exercício físico e dieta saudável. 

A principal causa da doença arterial periférica é a arteriosclerose. Este problema ocorre quando há acumulo de gordura nas paredes das artérias, provocando o seu endurecimento, estreitamento e diminuição do fluxo sanguíneo. Como resultado, os músculos das pernas não conseguem obter sangue e oxigênio suficientes, levando ao aparecimento de sintomas como a dor durante exercício ou repouso. Outras causas da doença arterial periférica podem ser a trombose, embolismo, vasculite, compressão, doença adventícia cística ou traumatismo.

Sintomas da doença arterial periférica

Os sintomas da doença arterial periférica surgem principalmente nas pernas e pés e podem ser:

  • Dor nas pernas;
  • Aumento da sensibilidade nas pernas e pés;
  • Cansaço;
  • Sensação de queimação ou desconforto nos músculos. 

Estes sintomas surgem normalmente durante a caminhada ou exercício e passam depois de vários minutos de repouso. 

Quando a doença arterial periférica de torna mais grave pode aparecer dor, câimbras, formigueiro nas pernas e pés, principalmente à noite. As pernas podem ficar também frias ao toque e a pele parecer pálida. 

Nos casos dos diabéticos, podem surgir úlceras nos pés devido a feridas que não foram devidamente curadas ou devido a má circulação sanguínea da região.  

Links úteis:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 29/07/2014 Última atualização da página: 22/10/2013
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.