Diclofenaco

publicidade

Bula de Diclofenaco

O diclofenaco, encontrado com o nome de Cataflam ou Voltaren, é um medicamento da classe dos medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios e anti-reumáticos.

Pode ser encontrado em forma de gotas, supositório, solução injetável, comprimidos, suspensão oral ou em gel.

Indicações do Diclofenaco

O diclofenaco está indicado no tratamento de curto prazo de condições agudas como: dor e inflamação no pós-operatório e estados dolorosos inflamatórios pós-traumáticos; crise aguda de gota; agudização do quadro de osteoartrite; reumatismo não-articular, na fase aguda; síndromes dolorosas da coluna vertebral; condições dolorosas e/ou inflamatórias em ginecologia;

O diclofenaco pode ser usado como adjuvante no tratamento de processos infecciosos graves acompanhados de dor e inflamação, em ouvido, nariz ou garganta, como, por exemplo, nas faringoamidalites e nas otites.

Preço do Diclofenaco

O preço do diclofenaco varia entre R$ 4 e 10, dependendo da região.

Efeitos Colaterais do Diclofenaco

Dor de estômago, náusea, vômito, diarreia, cólicas abdominais, dispepsia, flatulência, anorexia; sangramento gastrintestinal, úlcera gástrica ou intestinal com ou sem sangramento ou perfuração; estomatite aftosa, glossite, lesões esofágicas, estenose intestinal diafragmática, distúrbios do baixo colo, tais como colite hemorrágica não-específica e exacerbação de colite ulcerativa ou doença de Crohn; constipação, pancreatite; cefaleia, tontura, vertigem; sonolência; distúrbios de sensibilidade, incluindo-se parestesia, distúrbios da memória, desorientação, insônia, irritabilidade, convulsões, depressão, ansiedade, pesadelos, tremores, reações psicóticas, meningite asséptica, desorientação;  distúrbios da visão; deficiência auditiva, tinnitus, distúrbios do paladar; urticária; eritrodermia; perda de cabelo, reação de fotossensibilidade, púrpura, incluindo-se púrpura alérgica, erupção bolhosa, eczema, eritema multiforme, síndrome de Stevens-Johnson, síndrome de Lyell; insuficiência renal aguda, distúrbios urinários, tais como hematúria, proteinúria, nefrite intersticial, síndrome nefrótica, necrose papilar; elevação dos níveis séricos das enzimas aminotransferases; hepatite, com ou sem icterícia; trombocitopenia, leucopenia, anemia hemolítica e aplástica, agranulocitose; reações de hipersensibilidade, tais como asma, reações sistêmicas anafiláticas/anafilatoides, incluindo-se hipotensão; vasculite, pneumonite; palpitação, dores no peito, hipertensão, insuficiência cardíaca congestiva.

Contra indicações do Diclofenaco

Úlcera gástrica ou intestinal. Hipersensibilidade conhecida à substância ativa, e em pacientes nos quais as crises de asma, urticária ou rinite aguda são precipitadas pelo ácido acetilsalicílico.

Não utilizar em feridas abertas ou nos olhos.

Modo de uso do Diclofenaco

Uso tópico

Aplicar 1 cm do produto na área afetada, 2 a 3 vezes por dia, friccionando suavemente o local.

Uso oral

De 100 a 150 mg por dia, a cada 8 ou 12 horas. Dose máxima: 200 mg.

Uso retal

50 mg, 3 vezes por dia. Dose máxima: 150 mg.

Uso injetável

75 mg por dia. Excepcionalmente, após algumas horas, aplicar mais 75 mg na outra nádega. Nas cólicas renais, a segunda injeção pode ser feita após 30 minutos da primeira.

Links úteis:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 22/08/2014 Última atualização da página: 14/04/2013
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.