Sintomas e tratamento da dengue hemorrágica

PUBLICIDADE

A dengue hemorrágica é uma reação grave do organismo ao vírus da dengue que provoca o surgimento de sangramentos, especialmente nos olhos, gengiva, ouvidos e nariz, por exemplo.

Geralmente, a dengue hemorrágica é mais frequente em pacientes que apresentam dengue pela 2ª vez, diferenciando-se por volta do 3º dia com o surgimento de hemorragias após o aparecimento da dor no fundo dos olhos, febre e dor pelo corpo, que são os sintomas da dengue clássica. Veja os outros sintomas da doença em: Sintomas da dengue.

A dengue hemorrágica tem cura e o seu tratamento envolve principalmente o controle da hidratação através de injeção de soro na veia e, por isso, pode ser necessário ficar internado no hospital.

Fotos da dengue hemorrágica

Sintomas e tratamento da dengue hemorrágica
Sintomas e tratamento da dengue hemorrágica
Sintomas e tratamento da dengue hemorrágica

Sintomas da dengue hemorrágica

Os sintomas da dengue hemorrágica são inicialmente os mesmos da dengue comum, no entanto, após cerca de 3 dias, surgem sinais de hemorragia interna, tais como:

  • Pintinhas vermelhas na pele
  • Sangramento da gengiva, boca, nariz, ouvidos ou intestinos
  • Vômitos persistentes;
  • Dor abdominal intensa;
  • Pele fria e úmida;
  • Boca seca e sensação constante de sede;
  • Olhos vermelhos;
  • Pulso fraco e rápido.

​Caso haja suspeita de contaminação com a dengue, recomenda-se ir ao médico o mais rápido possível para iniciar o tratamento de forma precoce.

Diagnóstico da dengue hemorrágica

O diagnóstico da dengue hemorrágica pode ser feito através da observação dos sintomas da doença e, para confirmá-lo, deve-se fazer alguns exames de diagnótico como exame de sangue e prova do laço, que é feita através da observação de 20 pintinhas vermelhas num quadrado de 2,5 x 2,5 cm, após 5 minutos do braço amarrado, como mostra a segunda imagem.

Como tratar a dengue hemorrágica

O tratamento da dengue hemorrágica deve ser orientado por um clínico geral e, normalmente, é feito no hospital para facilitar o tratamento com remédios diretamente na veia. No entanto, dependendo da gravidade do caso, o tratamento também pode ser feito em casa.

Normalmente, o tratamento deve ser iniciado nas primeiras 24 horas após o surgimento e sangramentos com o uso de injeções de soro diretamente na veia, oxigênio e transfusões de sangue.

O ministério da saúde recomenda evitar o uso de medicamentos à base de ácido acetilsalicílico, como AAS e os anti-inflamatórios como o Brufen, em caso de suspeita de dengue.

Dengue hemorrágica é contagiosa?

A dengue hemorrágica não é contagiosa, pois como qualquer outro tipo de dengue, é necessária a picada do mosquito Aedes Aegypti infectado para desenvolver a doença.

Assim, para prevenir o surgimento de dengue hemorrágica é importante:

  • Evitar os locais de epidemia da dengue;
  • Usar repelentes diariamente;
  • Acender diariamente uma vela aromática de citronela em cada cômodo da casa pois ela também afasta o mosquito da dengue;
  • Colocar telas de proteção em todas as janelas e portas para evitar a entrada do mosquito dentro de casa;
  • Tomar o complexo de vitamina B, pois ele também afasta o mosquito da dengue;
  • Consumir alimentos com vitamina K que ajudam na coagulação sanguínea como brócolis, repolho, nabiça e alface que ajudam na prevenção da dengue hemorrágica.
  • Respeitar todas as orientações do ministério da saúde em relação à prevenção da dengue, evitando os locais de procriação do mosquito da dengue, não deixando água limpa ou suja parada em nenhum local.

Estas medidas são importantes e devem ser seguidas por toda a população de forma a diminuir os casos de dengue no país.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE