Deflazacort (Calcort)

publicidade

Bula de Deflazacort (Calcort)

O Deflazacort é um anti-inflamatório com propriedades imunodepressoras.

Este princípio ativo pode ser encontrado com os nomes de Calcort, Cortax, Deflaimmun, Deflanil, Deflazacorteou Flazal.

Indicações.

Doenças endócrinas: insuficiência supra-renal primária; hiperplasia supra-renal congênita, tireoidite não supurativa,  artrite psoriásica, artrite reumatóide, espondilite anquilosante, bursite aguda e subaguda, tenossinovite aguda não específica, artrite gotosa aguda, osteoartrite pós-traumática, sinovite de osteoartrite, epicondilite, lúpus eritematoso sistêmico, cardite reumática aguda, polimialgia reumática, poliarterite nodosa, dermatomiosite sistêmica, arterite temporal, granulomatose de Wegener, pênfigo, dermatite ampolar herpetiforme, eritema multiforme grave (síndrome de Stevens-Johnson), dermatite esfoliativa, micose fungóide, psoríase grave, dermatite seborréica grave, controle de reações alérgicas graves ou incapacitantes, que não respondem a drogas não esteróides, rinite alérgica estacional ou permanente, asma brônquica, dermatite de contato, dermatite atópica, doença do soro, reações de hipersensibilidade a medicamentos; sarcoidose sistêmica, síndrome de Loeffler, sarcoidose, pneumonia alérgica, fibrose pulmonar idiopática, pneumonia aspirativa, inflamação da córnea, uveíte difusa posterior e coroidite, queratite, coriorretinite, irite e iridociclite, neurite ótica, oftalmia simpática, herpes zoster oftálmica, conjuntivite alérgica, púrpura trombocitopênica idiopática, trombocitopenia secundária, anemia hemolítica adquirida, eritroblastopenia, anemia congênita hipoplásica, leucemia, linfoma, mieloma múltiplo, síndrome nefrótica, colite ulcerativa, enterite regional, hepatite crônica, esclerose múltipla exacerbada.

Efeitos colaterais

Aumento da suscetibilidade à infecções; dispepsia, ulceração péptica, perfuração da úlcera péptica, hemorragia, pancreatite aguda, especialmente em crianças; alterações no equilíbrio hidreletrolítico, equilíbrio negativo de nitrogênio, debilidade muscular e esquelética, fragilidade e adelgaçamento da pele, retardamento no processo de cicatrização, acne, cefaleia, vertigem, euforia, insônia, agitação, hipomania ou depressão, hipertensão endocraniana, convulsões, pseudotumor cerebral em crianças, catarata posterior subcapsular, aumento da pressão intraocular, supressão da função hipotalâmica-pituitária-supra-renal, aumento de peso e rosto arredondado, hirsutismo, amenorreia, diabetes mellitus, diminuição do crescimento em crianças e casos raros de reações alérgicas.

Contra-indicações

Amamentação; pacientes com hipersensibilidade ao deflazacort.

Modo de uso

Adultos: dose inicial: de 6 a 90mg/dia, dependendo da gravidade dos sintomas. Nas doenças menos graves, doses baixas podem ser suficientes, enquanto nas doenças graves pode ser necessário administrar doses maiores, assim como após uma resposta inicial favorável, a dose adequada de manutenção deve ser determinada pela diminuição da dose inicial.

Crianças: 0,22 a 1,65mg/kg/dia ou em dias alternados. Tal qual outros glicocorticoides, para a suspensão do tratamento a dose de deflazacort deve ser reduzida gradualmente.

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 21/09/2014 Última atualização da página: 22/09/2009
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.