Dedo em gatilho

publicidade

O dedo em gatilho ou tenossinovite estenosante como é cientificamente chamada, é uma inflamação no tendão responsável por dobrar o dedo, fazendo com que o dedo fique sempre dobrado, mesmo que o indivíduo tente abri-lo.

O dedo em gatilho tem cura através do tratamento que pode ser feito com fisioterapia e em casos mais graves cirurgia.

A inflamação crônica do tendão provoca a formação de um nódulo na base do dedo que é o responsável pelo estalido, parecido com um gatilho, durante o fechamento e abertura do dedo afetado, como mostra a imagem.

O dedo em gatilho é mais frequente em mulheres de meia-idade, mas pode ocorrer em pessoas de todas as idades, incluindo crianças.

Sintomas do dedo em gatilho

Os sintomas do dedo em gatilho incluem:

  • Dor na base dos dedos ou na palma da mão;
  • Inchaço do dedo;
  • Endurecimento do dedo;
  • Dedo dobrado e ao tentar esticá-lo pode-se ouvir um estalido doloroso parecido com um gatilho.

O dedo em gatilho no polegar é um dos mais frequentes, assim como o dedo médio e anelar e os sintomas pioram pela manhã devido ao aumento do inchaço e inatividade durante a noite.

Causas do dedo em gatilho

As causas do dedo em gatilho podem ser:

  • Realização de atividades repetitivas;
  • Genética;
  • Diabetes;
  • Problemas reumáticos.

No entanto, na maioria dos casos a causa é desconhecida. O diagnóstico é feito através da examinação do paciente e da realização de exames complementares como ultrassonografia e ressonância magnética.

Tratamento para dedo em gatilho

O tratamento para dedo em gatilho varia conforme a intensidade, gravidade e os sintomas.

Em casos leves, o tratamento é feito através da fisioterapia para dedo em gatilho através de exercícios e massagem. Os exercícios para dedo em gatilho servem para fortalecer os músculos responsáveis por esticar a mão e os dedos, manter a mobilidade e aliviar o inchaço e a dor. Outras medidas incluem:

  • Repouso por 7 a 10 dias, evitando atividades manuais repetitivas e que necessitem de esforço;
  • Uso de uma tala própria durante algumas semanas que mantém o dedo sempre esticado;
  • Uso de uma bolsa térmica ou calor local com água morna, principalmente pela manhã para aliviar a dor;
  • Uso de gelo por 5 a 8 minutos no local para aliviar o inchaço;
  • Medicamentos anti-inflamatórios;

Em casos graves, o ortopedista pode aplicar uma injeção de cortisona diretamente sobre o nódulo. Este procedimento é simples e rápido e tem o objetivo de aliviar os sintomas, principalmente a dor.

No entanto, pode ser necessário repetir o procedimento e não é aconselhável usá-lo muitas vezes porque pode ocorrer enfraquecimento do tendão e risco de ruptura ou infecção.

Cirurgia para dedo em gatilho

A cirurgia para dedo em gatilho é realizada quando as outras formas de tratamento não resultam. É feito um pequeno corte na palma da mão e a porção inicial da bainha do tendão é alargada ou liberada.

O tratamento cirúrgico para dedo em gatilho tem baixo índice de complicações e excelente resultado a curto e longo prazo. O paciente 1 a 2 semanas após a cirurgia já pode realizar leves atividades com a mão e a recuperação total normalmente acontece semanas depois.

Dedo em gatilho em bebê

O dedo em gatilho em bebê pode ocorrer devido a fatores congênitos ou traumáticos e quando não é tratado adequadamente, pode ocorrer deformidades graves devido à imaturidade dos ossos das crianças.

O tratamento para dedo em gatilho em bebê pode ser feito com fisioterapia, massagem e cirurgia após a criança fazer 1 ano. Alguns médicos preferem realizar logo a cirurgia, enquanto outros preferem tentar outras formas de tratamento e só depois cirurgia. Porém, a cirurgia é obrigatória quando há bloqueio de movimentos.

Links úteis:

Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última data de atualização do site: 21/04/2014 Última data de atualização da página: 21/04/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.