Corrimento na gravidez

publicidade

Ter corrimento na gravidez é uma situação normal, pois esta é a fase na qual ocorrem várias alterações hormonais que podem gerar um corrimento de cor clara e sem cheiro. Esse corrimento não faz mal nem para a mulher nem para o bebê.

Já o corrimento marrom, amarelado, esverdeado, acinzentado ou escuro com mau cheiro e que vem acompanhado ou não de outros sintomas, como coceira e ardor ao urinar ou durante o contato íntimo, pode ser um quadro mais perigoso e a grávida deve procurar o obstetra o mais rápido possível. 

Corrimento marrom na gravidez

O corrimento que se deve ter mais atenção durante a gravidez é o corrimento marrom, tipo borra de café.

Um pequeno corrimento marrom pode ser sinal de gravidez em algumas mulheres, mas, se o corrimento marrom escuro surgir no final da gravidez, ele pode ser causado por uma perda sanguínea e se deve entrar em contato com o médico imediatamente.

Contudo, se nas últimas semanas de gravidez a mulher perceber um corrimento abundante marrom claro, viscoso, com alguns fios de sangue, este pode ser o tampão mucoso, indicando que o parto está próximo.

Corrimento esbranquiçado na gravidez

Durante a gravidez o corrimento mais comum é o branco ou esbranquiçado, tipo leite coalhado, sem cheiro, que pode ou não ser acompanhado de coceira vaginal e vulvar. Ele é causado pela candidíase e é gerado devido a uma baixa no sistema imune. Essa é uma situação normal durante a gravidez, que pode ser tratada com o uso tópico de pomadas antifúngicas, como a nistatina ou o nitrato de miconazol.

Corrimento amarelado na gravidez

Outro tipo de corrimento comum na gravidez é o corrimento amarelado com cheiro de peixe cru. Ele pode ser causado por uma vaginose bacteriana e também dever ser tratado com o uso de medicamentos permitidos para grávidas, recomendados pelo obstetra.

Caso a grávida não trate o corrimento, a inflamação pode piorar e gerar complicações, como parto prematuro, ruptura prematura da bolsa ou infecção pós-parto.

Corrimento normal durante a gravidez

O corrimento normal durante a gravidez é aquele leitoso ou gelatinoso de cor clara e sem cheiro. Ele é semelhante à secreção que toda mulher possui naturalmente, porém em maior quantidade. Este corrimento é causado, sobretudo, pelas alterações hormonais e pelo aumento do fluxo sanguíneo na região durante a gravidez. Ele não é prejudicial ao bebê.

Como evitar o corrimento anormal na gravidez

Para evitar o corrimento anormal durante a gravidez, recomenda-se:

  • Lavar somente a região genital externa com água e sabão ou sabonete neutro ou sabonete íntimo;
  • Não lavar a região interna da vagina com duchas, nem mesmo após o contato íntimo;
  • Alimentar-se corretamente, investindo em frutas, legumes, grãos, cereais e carnes magras;
  • Não usar absorventes internos ou protetores diários com perfume;
  • Ao limpar-se, passar o papel higiênico de frente para trás.

Além disso, recomenda-se reduzir ao mínimo o número de parceiros e continuar utilizando preservativo em todas as relações, pois ela não serve apenas para evitar a gravidez, mas para evitar as DSTs.

Link útil:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 19/07/2014 Última atualização da página: 24/09/2013
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.