Consistência da alimentação complementar do bebê

publicidade

A consistência da alimentação complementar do bebê deve ser adequada à sua capacidade de deglutição, e assim como a frequência da alimentação complementar está directamente relacionada com o desenvolvimento fisiológico e neuromuscular da criança.

Inicialmente as preparações devem ser de consistência pastosa como papas e purés bem cozidos e triturados. Com a erupção dos primeiros dentes e o aperfeiçoamento dos movimentos mastigatórios e de deglutição faz-se a progressão para vegetais menos triturados.

Sendo assim:

  • 6 -8 meses  - consitência pastosa (sem pedaços)
  • 9 -11 meses - consistência mole (textura macia)
  • 12- 24 meses – consitência normal (comida caseira).

A frequência das refeições complementares ao leite deve ser inicialmente 1 vez por dia e segue aumentando gradualmente até 3 incluindo lanche da tarde.

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 24/10/2014 Última atualização da página: 26/03/2012
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.