Como tratar a Gota

publicidade

Para tratar a doença gota, chamada cientificamente de Artrite Gotosa, recomenda-se a toma de medicamentos que atuam sobre o ácido úrico como a Colchicina, o Alopurinol ou a Benzobromarona. Nas crises deve-se tomar medicamentos anti-inflamatórios.

Mas o indivíduo que possui esta doença deverá ter algum cuidado com a sua alimentação durante toda a vida para evitar as complicações que a gota pode gerar, como as deformidades das articulações e o comprometimento dos rins, por exemplo.

Tratamento caseiro para Gota

Um ótimo tratamento caseiro para combater as crises de Gota (doença) é a toma de chás preparados com Dente de Leão, cereja, cavalinha ou barba de milho, pois estas plantas medicinais possuem a capacidade de diminuir a concentração de ácido úrico no sangue.

Receita do chá para gota

Basta colocar 20g de folhas secas de uma das plantas medicinais acima citadas, numa xícara

de chá e cobrir com água fervente. Tape, deixe amornar, coe e beba a seguir.

Alimentação para Gota

Na alimentação para gota recomenda-se evitar os alimentos ricos em proteínas como marisco, carnes de animais jovens e as vísceras, pois elas atuam no metabolismo das purinas e tendem a aumentar a concentração de ácido úrico no sangue.

Outra dica importante é beber bastante água, no mínimo 1.5 l por dia e evitar bebidas alcoólicas, especialmente a cerveja, dando preferência ao consumo de leite e iogurtes com baixo teor de gordura.

Outras dicas importantes para o combate à gota são: evitar o aumento do peso para não sobrecarregar as articulações, praticar exercícios físicos moderados e adequado para poupar as articulações e evitar a toma de diuréticos desnecessários, pois estes tendem a aumentar a concentração de ácido úrico e podem aumentar as chances de crise de gota.

Links úteis:

Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última data de atualização do site: 21/04/2014 Última data de atualização da página: 27/09/2013
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.