Como identificar um bom azeite

PUBLICIDADE

Para escolher um bom azeite, o aspecto mais importante é avaliar a acidez indicada no rótulo, pois quanto menor a acidez, melhor é a qualidade nutricional das gorduras do azeite.

O azeite é muito utilizado para temperar saladas e finalizar pratos, pois ele é rico em gorduras que fazem bem ao coração, ajudando a reduzir o colesterol alto e prevenindo doenças.

Dicas para escolher o melhor azeite

Para escolher o melhor azeite é importante comparar os rótulos e as embalagens dos produtos, seguindo as seguintes dicas:

PUBLICIDADE
  • Escolher o azeite com menor acidez, pois têm gorduras de melhor qualidade nutricional;
  • Preferir embalagens escuras e protegidas do sol, pois o contato com a luz reduz a qualidade do produto;
  • Preferir produtos que têm a indicação “extra virgem”, pois não têm misturas com outros tipo de óleos e gorduras na sua produção.

Além disso, é importante lembrar que o cheiro e o sabor do azeite não dependem do seu grau de acidez, mas da qualidade das azeitonas usadas e do processo de produção. Uma boa dica é saber que os azeites mais novos têm melhor cheiro e sabor que os mais antigos.

Exemplo de azeite extra virgemExemplo de azeite extra virgem

Tipos de Azeite

No momento da compra, também é importante conhecer as características do 3 tipos de azeite que são vendidos:

  • Azeite Composto: tem menos vitaminas e menor qualidade de gorduras, tendo acidez entre 1,5% e 3%;
  • Azeite Virgem: tendo acidez entre 0,8% e 2%, esse tipo é produzido apenas por processo mecânicos de extração, tendo melhor qualidade que o azeite comum;
  • Azeite Extravirgem: possui acidez menor que 0,8% e é prensado a frio durante sua produção, o que mantém todos os nutrientes do produto.

Assim, sempre que possível deve-se preferir consumir o azeite extravirgem em saladas e para finalizar preparações, que possui mais nutrientes e gorduras de melhor qualidade que os outros tipos de azeite.

Benefícios do azeite

O consumo diário de azeite de oliva ajuda a controlar o colesterol, proteger o coração e diminuir a inflamação no corpo, ajudando a prevenir doenças como infarto e aterosclerose.

Além disso, por ser rico em vitamina E, o azeite também funciona como antioxidante, ajudando a proteger as células de alterações que causam o envelhecimento precoce e doenças como câncer.

Reaproveitar o óleo para fazer frituras pode ser prejudicial à saúde, por isso os cuidados que se deve ter durante a fritura.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE