Como aumentar os seios

publicidade

Para aumentar os seios podem ser realizados vários procedimentos como cirurgias plásticas ou simplesmente através da alimentação e de exercícios físicos. Veja algumas opções.

Como aumentar os seios com cirurgia

Para aumentar os seios pode-se recorrer a cirurgia de aumento das mamas chamada de mamoplastia de aumento onde é introduzida um implante mamário. A mamoplastia de aumento é efetuada com anestesia geral, mas em alguns casos é feita com anestesia local com sedação.

Outra opção cirúrgica é a mastopexia ou lifting das mamas que está indicada para mulheres que estão com os seios flácidos, pois ela reposiciona a mama, eliminando todo o excesso de pele em volta.

Outra cirurgia utilizada é o Lipofilling ou Lipoenxertia das mamas que promove a retirada de gordura da mama através de uma lipoaspiração, utilizando a gordura para aumentar as mamas. Esta técnica cirúrgica tem um baixo risco de complicações.

Por outro lado, as injeções de ácido hialurônico são muito comuns no Brasil para aumentar os seios. Através de um pequeno corte na mama com anestesia local é inserido cerca de 80 a 270 ml do ácido. O resultado destas injeções é de 1 ou 2 anos porque depois deste tempo, o corpo começa a absorver esta substância.

Estas cirurgias apresentam alguns riscos e complicações como:

  • Hematoma;
  • Infecção;
  • Alterações de sensibilidade da mama ou mamilo;
  • Contratura capsular que é a formação de tecido cicatricial rígido em torno do implante;
  • Ruptura do implante;
  • Dor;
  • Complicações cardíacas e pulmonares;
  • Possibilidade de nova cirurgia para retoque;
  • Irregularidades do contorno e forma da mama;
  • Descoloração da pele;
  • Inchaço;
  • Danos em nervos, vasos sanguíneos ou músculos;
  • Alergia ao ácido hialurônico;
  • Vermelhidão, coceira e dor no local da injeção.

Uma das formas de reduzir os riscos e complicações é fazer estas cirurgias em centros estéticos com bons cirurgiões plásticos.

Como aumentar os seios com a alimentação

Uma outra maneira de aumentar os seios sem correr os riscos da cirurgia é através da ingestão de certos alimentos que aumentam a produção de estrogênios, um hormônio feminino como:

  • Cenoura;
  • Mamão;
  • Cevada;
  • Ovos;
  • Ameixa;
  • Abóbora;
  • Tomate;
  • Sementes de linhaça;
  • Feijão Vermelho;
  • Soja.

Além destes alimentos existem algumas plantas medicinais que ajudam a aumentar os seios como as sementes de anis, as flores do manjericão, o endro e o alcaçuz. Estas plantas podem ser usadas para confeccionar alguns alimentos ou em chás.

Como aumentar os seios com massagem

A auto massagem dos seios também pode ser realizada para ajudar a aumentar os seios, pois ela elimina as toxinas aumentando a produção de estrogênios. Para a massagem obter resultados deve ser realizada todos os dias durante pelo menos 1 mês.

Como aumentar os seios com exercícios

Uma outra forma de aumentar os seios é com a realização de exercícios de fortalecimento dos seios que estão representados nas seguintes imagens.

Exercício 1:

Deitada de barriga para cima com os joelhos dobrados, segure os pesinhos em cima do peito. Enquanto expira, estique os braços para cima e depois traga novamente os pesinhos até ao peito enquanto inspira, como mostra a imagem 1. Repita o exercício 20 vezes.

Exercício 2:

Deitada de barriga para cima com um ou os dois joelhos sobrados, abra e feche os braços com os pesinhos na mão. Enquanto expira, levante os braços para cima até encostar os pesinhos e depois desça os braços lentamente inspirando, como mostra a imagem 2. Repita o exercício 20 vezes.

Estes exercícios devem ser feitos diariamente para obterem bons resultados.

Atualmente, a luz pulsada também vem sendo utilizada para aumentar os seios, pois o laser estimula a produção de estrogênio. No entanto, esta técnica ainda não está comprovada.

Links úteis:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 24/10/2014 Última atualização da página: 24/02/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.