Citomegalovírus na gravidez

publicidade

O citomegalovírus na gravidez é uma situação grave que deve ser tratada o mais rápido possível, para evitar a contaminação do bebê, através da placenta ou durante o parto normal.

Assim, quando a infecção por citomegalovírus acontece pouco tempo antes, ou durante a gravidez, há chances de transmitir o vírus para o bebê, podendo provocar parto prematuro ou má formações no feto, como surdez, retardo mental e epilepsia.

Tratamento para citomegalovírus na gravidez

O tratamento para citomegalovírus na gravidez pode ser feito com toma de remédios antivirais, como Aciclovir, ou injeção de imunoglobulinas.

Nos casos mais graves, em que o bebê apresenta ma formações mentais, o tratamento pode incluir a interrupção médica na gravidez.

Durante o tratamento para citomegalovírus na gravidez, o médico obstetra deve realizar exames regulares para acompanhar o desenvolvimento do bebê.

Diagnóstico do citomegalovírus na gravidez

O diagnóstico do citomegalovírus na gravidez é feito com o exame de sangue CMV durante a gestação, podendo o resultado ser:

  • IgM não reagente (negativo) e IgG reagente (positivo): a mulher já teve a infecção há mais tempo e não há risco de transmissao;
  • IgM reagente (positivo) e IGG não reagente (negativo): infecção aguda pelo citomegalovírus, é mais preocupante, o médico deverá orientá-la;
  • IgM e IgG reagentes (positivos): deve ser realizado um teste de avidez. Caso o teste seja inferior a 30% há maior risco de infecção do bebê durante a gravidez.
  • IGM e IGG não reagentes (negativos): nunca houve contato com o vírus e por isso deve-se evitar qualquer tipo de contaminação.

Quando existe suspeita de infecção no bebê, pode ser retirada uma amostra de líquido amniótico para avaliar a presença do vírus.

Porém, segundo o Ministério da Saúde, o exame no bebê só deve ser feito depois dos 5 meses de gravidez e 5 semanas após a infecção da gestante.

Sintomas de citomegalovírus na gravidez

Os sintomas de citomegalovírus na gravidez podem ser:

  • Axilas inchadas e doloridas;
  • Dor muscular;
  • Febre.

Contudo, a maioria das gravidas não apresenta nenhum sintoma e a infecção só é diagnosticada no exame de sangue de rotina.

Referência Bibliográfica

CLÁUDIO SÉRGIO PANNUTI. Infecção por citomegalovírus. Acesso em Fev. 2014.

Link útil:

Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última data de atualização do site: 21/04/2014 Última data de atualização da página: 21/04/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.