Cervicite crônica

publicidade

A cervicite crônica é uma irritação constante no colo do útero que surge, principalmente, em mulheres jovens e que deve ser diagnosticada por um ginecologista.

Ela provoca corrimento amarelado ou esverdeado e, normalmente, é causada por lesões do colo do útero, como alergia a métodos contraceptivos, ou por DST's, como a clamídia, gonorreia ou HPV.

Dependendo da causa, a cervicite crônica pode ser contagiosa se a paciente tiver contato íntimo com o parceiro.

Cervicite crônica tem cura

A cervicite crônica tem cura quando é possível tratar ou evitar o problema que está provocando a inflamação constante do colo do útero.

Tratamento para cervicite crônica

O tratamento para cervicite crônica depende da causa da doença, mas geralmente é feito com o uso de remédios e pomadas antibióticas, como Novaderm ou Donnagel, que reduzem a infecção do útero.

Porém, quando este tratamento não apresenta resultados positivos, o ginecologista pode indicar cirurgia para remoção do tecido infectado. Normalmente a cirurgia é feita em ambulatório sob anestesia local e a mulher volta para casa no mesmo dia, sem dores ou complicações.

Durante o tratamento é recomendado que a mulher mantenha boa higiene na região íntima e evite o contato íntimo, pois a doença pode voltar a surgir depois do tratamento, se o parceiro for infectado.

Sintomas da cervicite crônica

Os sintomas da cervicite crônica incluem:

  • Inflamação frequente do colo do útero;
  • Corrimento amarelado ou esverdeado;
  • Dor na parte inferior da barriga;
  • Sangramento fora da menstruação;
  • Infertilidade.

Na maioria dos casos a cervicite crônica não provoca sintomas, no entanto, é indicado que todas as mulheres realizem, pelo menos, 1 consulta de ginecologia cada ano.

Links úteis:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 17/10/2014 Última atualização da página: 10/02/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.