Saiba quais são as principais causas de surdez

PUBLICIDADE

A surdez é uma condição que se manifesta com diferentes graus, desde perdas auditivas mais leves até a surdez profunda e, pode ocorrer em apenas um ouvido ou nos dois.

Normalmente, a diminuição da audição, conhecida por hipacusia, pode surgir devido a lesões nas diferentes parte do ouvido, podendo ser provocada pela presença de cera, após um AVC ou ser consequência de algumas doenças, como doença de Ménière ou meningite, por exemplo.

PUBLICIDADE

A surdez congênita, é aquela que é mais comum em recém-nascidos, podendo ser hereditária, causada pela mãe se esta tiver durante a gravidez doenças como rubéola ou toxoplasmose ou mesmo ser provocada por algum trauma no parto por exemplo e, normalmente leva a problemas no desenvolvimento da fala. Já a surdez adquirida é aquela que é provocada por algum fator, como otite ou ruído muito alto, por exemplo e, pode surgir em qualquer idade. 

Além disso, a surdez neurosensorial, ocorre quando a perda de audição acontece devido a problemas na parte interna do ouvido ou no nervo auditivo, que liga o ouvido ao cérebro.  

Constituição do ouvidoConstituição do ouvido

Com maior frequência a perda auditiva desenvolve-se em pessoas com mais de 65 anos de idade devido ao processo natural de envelhecimento, porém, existem outros fatores que agravam a perda de audição nos idosos como a presença de hipertensão, diabetes, dislipidemia, insuficiência renal e o uso de alguns remédios.

Causas de perda auditiva

Algumas das causas da diminuição da audição podem ser:

  • Cera no ouvido médio em grande quantidade;
  • Presença de líquido, como água, no ouvido médio;
  • Presença de um objeto pequeno dentro do ouvido, como massinha ou arroz, por exemplo;
  • Otosclerose, que é uma doença onde o estribo, que é um osso do ouvido, deixa de vibrar e o som não consegue passar;
  • Otite, na parte externa ou média do ouvido;
  • Efeito de alguns medicamentos como quimioterapia, diuréticos da alça ou aminoglisídeos;
  • Ruído excessivo, superior a 85 decibéis por longos períodos, como de máquinas industriais, música alta, armas ou foguetes por exemplo;
  • Traumatismo cranioencefálico ou AVC;
  • Doenças como esclerose múltipla, lúpus, doença de Peget ou doença de Ménière;
  • ​Síndromes como Alport ou Usher;
  • Tumor no ouvido ou tumores cerebrais que afetam a parte auditiva.

Além destas causas, alguns casos de surdez são transmitidos durante a gravidez como consequência do consumo de álcool e drogas, má nutrição da mãe, doenças, como diabetes, ou mesmo infecções que surgem durante a gestação, como sarampo, rubéola ou toxoplasmose. Saiba como identificar a perda auditiva em: Como saber se está perdendo audição

Tratamento para surdez

Para avaliar o grau de perda auditiva é preciso fazer exames, como audiometria que é indicado pelo otorrinolaringologista, e que ajuda a definir a gravidade da diminuição auditiva.

O tratamento para a surdez depende da sua causa, no entanto, geralmente pode-se recorrer à aplicação de próteses auditivas ou implantação de aparelhos eletrônicos. Saiba mais em: Aparelho auditivo.

Em alguns casos, é possível realizar uma uma cirurgia ao ouvido, como a estapedectomia, para recuperar parte da audição perdida e, em alguns casos, para restabelecer a totalmente a audição, no entanto, depende do diagnóstico médico.

Saiba como tratar a perda de audição em: 

PUBLICIDADE