Carboxiterapia

A carboxiterapia é um procedimento estético não-cirúrgico que consiste na aplicação de injeções de gás sob a pele para a eliminação da celulite, estrias, gordura localizada, flacidez da pele e também para estimular o crescimento do cabelo. É um tratamento atóxico, simples e eficiente que estimula o metabolismo celular, sem agredir o organismo, tendo resultados permanentes na eliminação das estrias.

Os profissionais mais indicados para realizar a carboxiterapia é o fisioterapeuta especialista em dermatofuncional que possui habilitação para realizar a técnica e curso de primeiros socorros para poder socorrer o paciente, caso seja necessário.

Fotos da carboxiterapia

Como funciona a carboxiterapia

A carboxiterapia consiste em aplicar diversas injeções de dióxido de carbono (CO2) sob a pele para alcançar fins estéticos. O gás age melhorando a circulação celular e a oxigenação dos tecidos. A sua aplicação é ampla e, quando aplicado no rosto, aumenta a produção de colágeno. Nas nádegas, reduz a celulite, já no couro cabeludo, estimula o crescimento dos fios de cabelo, e, na gordura localizada, destrói as células de gordura.

Para que serve a carboxiterapia

São indicações da carboxiterapia:

  • Celulite
  • Estrias
  • Gordura localizada
  • Flacidez
  • Crescimento capilar

A carboxiterapia é indicada também como terapia complementar à lipoaspiração e pode ser realizada em todo corpo, inclusive nos seios.

Carboxiterapia dói?

A aplicação da carboxiterapia realmente dói, pois a entrada do gás sob a pele proporciona um ligeiro descolamento da pele, provocando dor. Por isso, recomenda-se iniciar as sessões com menos gás, para que a paciente vá se acostumando aos poucos com a técnica.

A dor pode durar algumas horas e vai diminuindo aos poucos, assim como o inchaço local.

Contraindicações da carboxiterapia

São contraindicações da carboxiterapia:

  • Alergia na pele
  • Obesidade
  • Gravidez
  • Herpes na região
  • Gangrena
  • Acne na região
  • Urticária
  • Angioedema
  • Infecção local
  • Epilepsia
  • Distúrbios psiquiátricos
  • Doença cardíaca ou pulmonar.

Sempre que o paciente apresentar alguma destas situações acima, a técnica não deve ser realizada pois pode apresentar riscos.

Efeitos colaterais da carboxiterapia

São efeitos colaterais da carboxiterapia:

  • Dor no momento da aplicação
  • Sensação de dormência ou de ardência durante a aplicação
  • Pequenos hematomas ao final da aplicação

Quantas sessões de carboxiterapia fazer?

O número de sessões de carboxiterapia a serem feitas vai depender do objetivo do indivíduo. Geralmente, as clínicas estéticas oferecem pacotes de 10 sessões, que devem ser realizadas de 15 em 15 dias.

Links úteis: