Carboxiterapia para Estrias

publicidade

A carboxiterapia é um excelente tratamento para tirar estrias brancas, vermelhas ou roxas porque ela regenera a pele e reorganiza as fibras de colágeno e elastina, deixando a pele mais uniforme.

Por ser um procedimento que dói um pouco, só é aconselhado para quem consegue suportar bem a dor causada pela agulha entrando na pele e pela quantidade de gás que é injetado na pele.

As sessões de carboxiterapia não devem ser realizadas durante a gravidez e nem durante a fase de amamentação, especialmente se o objetivo for tirar as estrias dos seios, porque durante a amamentação as mamas aumentam e diminuem de tamanho diariamente, podendo originar novas estrias.

Carboxiterapia funciona para eliminar estrias?

A carboxiterapia é eficaz no combate às estrias, eliminado completamente as estrias que ainda apresentam-se arroxeadas, rosadas ou avermelhadas, contudo, a técnica consegue diminuir o tamanho, a largura e a espessura das estrias brancas deixando-as menos evidentes.

Resultados da carboxiterapia para estrias

Os resultados da carboxiterapia para estrias podem ser observados, em média, após a 5ª sessão, mas melhores resultados são observados quando a técnica é aliada ao peeling químico. Neste caso pode-se observar uma redução de 80% em apenas 4 sessões.

Além de conferir bons resultados na eliminação das estrias, as estrias retiradas geralmente não voltam, mas é preciso que o indivíduo evite as variações de peso e hidrate corretamente a pele.

Quantas sessões fazer

O número de sessões de carboxiterapia a serem realizadas vão depender da quantidade de estrias e do seu tamanho, mas recomenda-se o mínimo de 5 sessões.

Preço da carboxiterapia para estrias

O preço da carboxiterapia para estrias é de aproximadamente 300 reais por sessão.

Links úteis:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 25/07/2014 Última atualização da página: 09/01/2014
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.