Bactéria KPC: Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase

publicidade

A KPC Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase, também conhecida como superbactéria, é um tipo de bactéria, resistente à maior parte dos remédios antibióticos, que quando infeta o organismo é capaz de produzir infecções graves, como pneumonia ou meningite, por exemplo.

Geralmente, a infecção por Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase é mais frequente em pacientes internados que precisam estar ligados a um ventilador, que fazer medicação diretamente na veia por muito tempo ou que fazem muitos tratamentos seguidos com antibióticos.

A infecção pela bactéria KPC tem cura, no entanto, pode ser difícil de alcançar pois existem poucos remédios antibióticos capazes de destruir este micro-organismo.

Tratamento para bactéria KPC

O tratamento para a bactéria Klebsiella pneumoniae carbapenemase geralmente é feito em internamento no hospital com a injeção de remédios antibióticos, como Poliximina B ou Tigeciclina, diretamente na veia. No entanto, como este tipo de bactéria é resistente à maior parte dos antibióticos, é possível que o médico altere o remédio após fazer alguns exames de sangue que ajudam a identificar o tipo correto de bactéria KPC.

Além disso, durante o internamento, o paciente deve ficar internado em um quarto de isolamento para evitar o contágio de outros pacientes ou familiares, por exemplo.

Sintomas da bactéria KPC

Os sintomas da bactéria KPC Klebsiella pneumoniae carbapenemase podem incluir:

  • Febre acima de 39ºC,
  • Aumento da frequência cardíaca;
  • Dificuldade para respirar;
  • Pneumonia;
  • Infecção urinária, principalmente na gravidez.

Outros sintomas, como pressão baixa, inchaço generalizado e falha de alguns órgãos também são comuns em pacientes com infecção grave pela bactéria Klebsiella pneumoniae carbapenemase ou quando o tratamento não é feito de forma adequada.

Transmissão da bactéria KPC

A transmissão da bactéria Klebsiella pneumoniae carbapenemase pode ser feita através do contato direto com saliva e outras secreções do paciente infectado ou através da partilha de objetos.

Assim, para prevenir a transmissão da bactéria Klebsiella pneumoniae carbapenemase é recomendando:

  • Lavar as mãos antes e após contato com pacientes no hospital;
  • Utilizar luvas e máscara de proteção para entrar em contato com o paciente;
  • Não partilhar objetos com o paciente infectado.

Estas indicações devem ser respeitadas pelos profissionais e pelos visitantes do hospital.

Veja outras formas de se proteger contra esta bactéria em: Como conter uma epidemia.

publicidade
publicidade