Azia constante

publicidade

A azia constante pode ser consequência de uma alimentação errada, nervosismo, ansiedade, sobrepeso, uso de roupas muito justas, que acabam prejudicando a digestão dos alimentos, ou devido à gastrite, refluxo gastroesofágico e, nas mulheres, pode ser até mesmo sintoma de uma gravidez.

Seja qual for a sua causa, o tratamento para a azia constante é feito com antiácidos para diminuir a acidez do estômago, novas condutas alimentares e eliminação completa de sua causa. E, em alguns casos, a cirurgia é a solução apontada pelos médicos.

O que pode causar azia constante

Na maioria das vezes, a azia constante é causada por erros alimentares, como comer muito, abusar de bebidas alcoólicas, frituras, gorduras e condimentos. Mas, nem sempre esta é a razão do aparecimento deste incômodo.

Por vezes, a azia constante pode ser provocada por situações benignas mas muito incômodas, como a dificuldade em digerir os alimentos, gastrite aguda ou crônica ou hérnia de hiatoque dificulta o fechamento correto do estômago, permitindo que o conteúdo gástrico suba para a laringe e garganta.

A gravidez é outra situação que pode provocar azia constante. Quanto mais avançada a gravidez ou quanto maior a barriga, mais frequentemente poderá aparecer a azia.

Tratamento para azia constante

O tratamento para a azia constante é feito com uma alimentação regrada, à base de frutas, legumes, cereais e carnes magras. Boas combinações de alimentos favorecem a digestão e diminuem a acidez no estômago. Comer fibras e frutas ácidas ao mesmo tempo é sempre ruim.

Uma boa sugestão é comer um pedacinho de pão sempre que a azia aparecer e, mesmo nos dias em que ela não se fizer presente, trocar alimentos ácidos, fritos e gordurosos por alimentos mais saudáveis e mais fáceis de serem digeridos.

Para começar bem o dia, uma boa sugestão para evitar a azia é tomar um iogurte desnatado com uma colher de mel e comer uma torrada integral, ou fazer uma vitamina de mamão batido no liquidificador com iogurte natural e comer um pão integral com ricota. Estes alimentos não são ácidos, conferem saciedade e são eficazes no tratamento da azia.

É importante ainda ressaltar que não é recomendado comer muito de uma só vez, o mais indicado é fazer pequenas refeições várias vezes ao dia. Assim, o estômago consegue digerir melhor os alimentos e não fica muito cheio, diminuindo as hipóteses da azia.

Remédio para azia constante

Um dos remédios mais receitados no Brasil para acabar com a azia constante é o Omeprazol. Este é um antiácido que diminui a acidez do estômago e, consequentemente, elimina a azia. Ele deve ser tomado diariamente em jejum, na dose que o médico indicar.

Mas, além de tomar o remédio indicado pelo médico, é importante seguir regras como alimentar-se corretamente, em pouca quantidade de cada vez, evitar os líquidos durante as refeições e não deitar-se após comer.

Se, mesmo seguindo todas estas dicas, a azia persistir, recomenda-se ir à consulta com o gastroenterologista. Isso porque, com o passar do tempo, a azia constante pode gerar uma condição chamada de esôfago de Barret, que é caracterizada por uma inflamação crônica das paredes da parte final do esôfago. Essa diferenciação das células do esôfago pode acabar gerando um câncer e, por isso, é muito importante conseguir acabar com a azia sempre que ela surgir.

A Federação Brasileira de Gastroenterologia alerta que indivíduos que sentem azia mais de 1 vez por semana ao longo dos meses devem ser avaliados por um médico, para evitar o desenvolvimento do câncer de esôfago.

Links úteis

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade

Atenção: O Tua Saúde é um espaço informativo, de divulgação e educação sobre de temas relacionados com saúde, nutrição e bem-estar, não devendo ser utilizado como substituto ao diagnóstico médico ou tratamento sem antes consultar um profissional de saúde.

Última atualização do site: 17/10/2014 Última atualização da página: 02/07/2013
© 2007 - 2014 Tua Saúde - Todos os direitos reservados.