Anti-histamínicos

publicidade

Os anti-histamínicos, também conhecidos como antialérgicos, são remédios utilizados para tratar reações alérgicas, como urticária, rinite alergia ou conjuntivite, por exemplo, reduzindo os sintomas de coceira, inchaço, vermelhidão ou corrimento nasal.

Existem dois tipos de anti-histamínicos que incluem:

  • Anti-histamínicos de primeira geração: são remédios, como Hidroxizina ou Clemastina, que diminuem os sintomas de alergia mas que provocam sonolência;
  • Anti-histamínicos de segunda geração: são medicamentos, como Cetirizina ou Desloratadina, que não provocam sono.

​​Os dois tipos de anti-histamínicos apenas variam na sua duração e efeitos colaterais, sendo que os de primeira geração não são recomendados para tratamento de problemas crônicos, como asma, por exemplo.

Anti-histamínicos naturais

Alguns anti-histamínicos naturais incluem o chá de camomila, de urtiga, de melissa ou de milefólio, pois acalmam a resposta alérgica do organismo. Além disso, outras plantas medicinais como a Babosa ou o Ginseng fortalecem o sistema imune e previnem o surgimento de alergias.

Os anti-histamínicos naturais ajudam a diminuir a resposta do organismo, assim como a prevenir o surgimento de alergia, no entanto, não devem substituir os remédios anti-histamínicos receitados pelo médico, servindo apenas como complemento ao tratamento médico.

Medicamentos anti-histamínicos

Alguns medicamentos anti-histaminicos são:

Anti-histamínicoNome comercialProvoca sono?
CetirizinaZyrtec ou HexalNão
HidroxizinaHixizine ou HixilergSim
Desloratadina ou LoratadinaAlergaliv, Desalex ou ClaritinNão
ClemastinaAgasten ou EmistinSim
TriancinolonaAirclin ou NasocortNão
DifenidraminaCaladryl ou DefenidrinSim
FexofenadinaAllegra, Allexofedrin ou AltivaNão

Estes medicamentos anti-histamínicos podem ser vendidos na farmácia sob a forma de comprimidos, spray nasal, gotas oftálmicas ou pomadas e, por isso, devem ser receitados pelo médico de acordo com o problema do paciente.

Interações dos anti-histamínicos

Os medicamentos anti-histamínicos podem interagir com alguns antibióticos, como Cetoconazol ou Eritromicina, e remédios depressores do sistema nervoso central, como Ansiolíticos ou Anti-depressivos, aumentando ou diminuindo o seu efeito.

Assim, o uso de remédios anti-histamínicos deve ser sempre orientado por um médico, especialmente quando o paciente faz tratamento para transtornos psicológicos como depressão ou ansiedade.

Anti-histamínicos na gravidez

Alguns anti-histamínicos que podem ser utilizados durante a gravidez são Azatadina, Carbinoxamina, Clemastina e Dexclorfeniramina. No entanto, a gestante deve sempre consultar o obstetra antes de ingerir qualquer tipo de remédio.

Links úteis:

publicidade
Dicas por Email

Dicas Grátis de Saúde, Nutrição, Emagrecimento e muito mais.

publicidade